O que é um Certificado Digital e qual é a sua função?

Assim como as transações online entre empresas vão aumentando as incertezas com a segurança digital também cresce. Por isso o CERTIFICADO DIGITAL é uma ferramenta para garantir que essa transação de dados seja validade e transmitida em segurança.

Por meio de um certificado digital, as empresas obtêm uma identidade virtual, uma espécie de chave criptografada única, para realização de emissões de documentos e vários outros serviços.

O serviço mais conhecido e que exige um certificado digital é a emissão de nota fiscal eletrônica, as empresas que são obrigadas a emitir notas automaticamente terão que comprar um certificado de autenticidade para a realização dessa transação.

Pra que serve?

O certificado digital é utilizado para transmitir uma série de declarações à Receita Federal ― DIRF, DCTF, CAGED, RAIS, entre outras obrigações. Vale lembrar que para pessoas físicas, MEIs e Simples Nacional o certificado não é obrigatório, porém exige-se uma autentificarão por usuário e senha.

Os certificados e-CNPJ e NF-e podem ser usados para emitir notas fiscais eletrônicas (NF-e, NFA-e, NFC-e e NFS-e) embora, algumas prefeituras não exijam certificado digital para a emissão destes documentos.

O Certificado também te dá um acesso ao SPED Contábil, SPED Fiscal e ao eSocial, além da certificação de participar de licitações em empresas públicas, através dos portais governamentais.

Já para transações comuns o certificado te dá a confiança e a segurança ao Envio de e-mails, Assinatura digital de contratos e transações bancárias pela internet que é muito importante.

 

Por que sua empresa precisa de um contador?

Como divulgar meu negocio/produtos em Lives na internet ?

Está querendo abrir uma empresa em 2020? Saiba quais são as 5 atividades em alta.

 

Como obter um certificado Digital?

Hoje está muito simples ter um certificado digital, coisa que a alguns anos atrás demoraria dias e dias para conseguir, você consegue comprar pela internet em empresas especializadas na venda dessa certificação.

Existem instituições ― chamadas de Autoridades Certificadoras (AC) ― que são reconhecidas pelo ICP-Brasil e autorizadas a comercializar o certificado digital.

Caso ainda esteja buscando um certificado digital, recomendamos a Fiscalizo Contabilidade, uma empresa que está a mais de vinte anos no mercado vendendo certificado digitais a preço baixo e com o menor tempo de entrega. Clique aqui e compre o seu.

 

Como Fazer um Planejamento imposto e Tributação?

Para quem está pensando em abrir uma empresa é fundamental compreender sobre tributação e imposto. Para começar conheça a relação entre tributo x imposto. 

O imposto é um tipo de tributo, mas nem todo tributo é um imposto. O tributo é um conjunto de: impostos, taxas, contribuição social, contribuição de melhoria e empréstimos compulsórios. 

Agora que já explicamos esta diferença, vamos focar no principal: como e porquê planejar os custos de uma empresa de acordo com as tributações

– O que é Planejamento Tributário?

Se você vai abrir uma empresa ou já possui empresa aberta, a primeira coisa a se pensar são os tributos (impostos). A importância do planejamento de tributação envolve detalhes que farão com que você possa viabilizar seus gastos e conquistar melhor retorno financeiro. Este tipo de prática tem nome: elisão fiscal, que deverá ser realizada por um(a) contador(a). 

– Por que montar um Planejamento Tributário?

A Elisão fiscal que citamos, é fundamental para que você não tenha más surpresas quando realizar suas responsabilidades fiscais. Isso auxiliará você no presente e no futuro, onde poderá realizar a projeção de seu negócio, estimativa de crescimento, etc. Independente se sua empresa é micro ou pequena empresa, o recomendável é que esse estudo seja realizado junto com a equipe de profissionais contadores.

– Qual a utilidade de um planejamento tributário para minha empresa?

Como sabemos, o Brasil possui uma alta carga de tributos. A arrecadação chega a superar a de países considerados ricos. Aparentemente, isso é um fator positivo, mas não é bem assim. Com isso, as empresas se veem obrigadas a aumentar os preços, diminuindo a competitividade.
Organizar o seu dinheiro faz com que seja evitada a incidência ou reincidência de um imposto. Ou seja, você poderá impedir que esta obrigação tributária específica aconteça para seu negócio. 

Resumindo brevemente, você viu a importância da elisão fiscal e porque realizar um planejamento financeiro para sua empresa. Agora nós vamos discutir sobre os benefícios que esta ação traz para seu negócio.

– Que benefício o planejamento de tributação traz para o meu negócio?

Conforme citado, a elisão fiscal traz vantagens e benefícios conforme o planejamento, porém, independente da sua empresa ser micro ou pequena empresa, este planejamento é realizado de acordo com o regime tributário da qual ela se enquadra. Se possui uma empresa, é ideal que você saiba das mudanças para 2018.

– Qual a importância de um planejamento tributário?

Se não te convencemos até agora sobre a importância de um plano de tributo bem elaborado e suas vantagens, vamos citar alguns motivos que você deverá levar em conta. São eles: controle de fluxo de caixa, identificação de pagamentos desnecessários, organização financeira, vantagem competitiva, entre outros. 

– Como eu faço um planejamento tributário eficiente?

Antes de você planejar o futuro financeiro da sua empresa, você deve escolher com cautela o enquadramento tributário e o objetivo financeiro. Isso varia de acordo com alguns elementos como: incentivos fiscais e extrafiscais, por exemplo.

Achou complicado até agora? Você pode facilitar isso deixando seu negócio na mão de quem entende. Para isso, nós temos um time especializado que poderá realizar uma consultoria gratuita e ajudar seu negócio a decolar. Se você quer abrir uma empresa ou já possui uma, deixe a burocracia com a gente. Entre em contato e solicite um orçamento gratuitamente.

DÚVIDAS?

Deseja maiores informações? Entre em contato com a gente!

Como aumentar as suas vendas?

Os clientes estão sentindo a pressão para fazer mais com menos, e muitos deles estão reduzindo o número de empresas com as quais fazem negócios. Ao mesmo tempo, as empresas estão incentivando seus vendedores a aumentar as vendas para os clientes atuais.

Os vendedores que mantêm o foco nas necessidades dos clientes têm menos probabilidade de serem destituídos de ofertas especiais oferecidas pelos concorrentes.

Eles também podem ser recompensados ​​com maior lealdade do cliente e vendas repetida

1. Penetração crescente

Os vendedores dispostos a gastar horas preparando e aprendendo sobre seus clientes, seus problemas e suas necessidades registram a maior penetração.

Identifique produtos ou serviços que o cliente poderia comprar, mas não compra. Calcule o potencial total da conta estimando o que está sendo comprado da concorrência.

Desenvolva um plano para expandir seu pool de contatos na conta. Muitos gerentes têm autoridade de compra exclusiva para seus departamentos. Tente identificar todos eles. Fique conectado à rede e associações de seus clientes.

Continue tentando agregar valor em todos os contatos de seus clientes. A contribuição mais importante que você pode dar aos clientes existentes é seu conhecimento e experiência. Quais informações você possui e que podem ser benéficas para os clientes? Definir valor em termos de cliente. As possibilidades de criação de valor são ilimitadas: serviço mais rápido, melhor entrega, pedidos mais fáceis, recursos e benefícios exclusivos, etc.

Faça com que os clientes sintam que têm um relacionamento especial com você. Observe os números para entender a estratégia de negócios e a situação financeira do cliente. Quais são as metas de crescimento de negócios do cliente? Quais são os maiores impulsionadores e drenos de lucro? Como você pode ajudar os clientes a expandir seus negócios?

2. Desenvolvendo um plano de ação

É uma boa ideia considerar os clientes como possíveis clientes e desenvolver um plano de ação para obter negócios adicionais deles.

Expanda as necessidades dos clientes e tente determinar como eles estão sendo atendidos agora. Se o aumento de negócios que você deseja está indo para os concorrentes, é uma boa ideia apresentar uma diferenciação significativa. A maioria dos clientes está sendo imerecida de alguma forma. Muitos deles estão em relacionamentos comerciais que não têm incentivo para mudar. Eles possuem um provedor que sempre foi capaz de convencê-los a não mudar. Tente fazer com que esses clientes percebam que seria melhor aumentar seus negócios com você. Como você conhece o cliente, deve conseguir uma abordagem de venda atraente.

Reconheça que a chave para vender mais a clientes existentes está no seu suporte pós-venda. As expectativas e preocupações dos clientes em relação ao suporte pós-venda influenciam suas futuras decisões de compra. Quando os clientes compram um produto ou serviço, acreditam que estão comprando mais do que o item específico. Eles geralmente têm expectativas em relação ao grau de suporte pós-venda que o produto ou serviço traz consigo.

O suporte pós-venda determina se eles aumentarão pedidos futuros ou mudarão suas lealdades para outro vendedor. Os vendedores que aumentam as vendas para os clientes existentes geralmente veem o suporte pós-venda como uma oportunidade para fortalecer seu relacionamento.

3. Criando credibilidade e confiança

Seja um verdadeiro consultor para o seu cliente. Aumente seu sucesso em reter e aumentar clientes atuais, concentrando seus esforços em chamar as pessoas certas nas contas certas com ideias inovadoras e únicas. Ofereça ideias inovadoras. Os clientes estão tão ocupados lidando com suas próprias pressões competitivas que não têm tempo para discutir ideias cansadas. O que você aprendeu de outros clientes com problemas semelhantes que podem aliviar a dor do seu cliente atual imediatamente. Empacotar essas informações de maneira criativa é a chave para aumentar seus negócios com esse cliente. Converse sobre a estratégia de negócios com seus clientes.

Converse os resultados com os clientes. Mostre como seu produto ou serviço pode afetar positivamente o desempenho do cliente. Identifique as necessidades apropriadas e crie um caso atraente para sua solução.

Seja inovador. Aumente a credibilidade como um consultor confiável, trazendo à mesa soluções inovadoras e altamente diferenciadas que respondem aos desafios de negócios exclusivos dos clientes.

Faça sua lição de casa. Concentre-se nos resultados e no relacionamento. Novas condições exigem novas estratégias. Saiba mais e transforme esse conhecimento em valor. Os clientes querem uma visão. Vá além de fazer boas perguntas sobre a situação dos clientes. Antes de ficar na frente do cliente, saiba as respostas para as perguntas sobre os próprios clientes, concorrentes, pontos fortes e fracos do cliente.

Concentre-se em resultados e relacionamentos. Demonstre comprometimento com seu cliente agregando valor. Realize revisões periódicas da conta para resumir o valor que você está fornecendo e identificar áreas de melhoria.

Veja a empresa de cada cliente como um mercado. Concentre seus esforços em segmentar e capturar participação nesse mercado. Alavancar sucessos e relacionamentos.

Com essas dicas simples você pode aumentar as vendas de sua empresa e transformar o relacionamento com seus clientes. Nós da Fiscalizo Contabilidade & Seguros temos as melhores opções de assessoria contábil, para que você tenha tempo para investir em crescimento de vendas e deixar a burocracia com quem entende, nossos especialistas estão aguardando sua ligação!

Os novos Jovens empreendedores do Brasil

Se antes o jovem queria apenas entrar no mercado de trabalho em uma carreira que garantisse uma boa estabilidade financeira, hoje esse profissional quer muito mais. O conceito de sucesso é outro. A concepção de sucesso é poder ter os finais de semana, feriados e férias em paz sem precisar pensar em trabalho. Não é possível enxergar sucesso em alguém sem tempo, porque trabalha muito, ou que ganhou tanto dinheiro que não consegue. Esses são os jovens empreendedores que estão mudando o mercado de trabalho no Brasil.

A importância de o jovem entender o contexto, se adaptar a ele, buscar um sentido. E mais: para a empreendedora, estudar não é mais só cursar uma faculdade, mas sim viver em um ciclo de aprendizagem constante.  A sociedade precisa apostar em outras frentes, pessoas, ideologias. 

A única coisa que cresce de forma exponencial (rápida demais) são empresas. A mente precisa conseguir acompanhar por que ai então todo setor privado e público podem conseguir criar territórios que não façam a manutenção dos velhos costumes, como o racismo, machismo, lgbtfobia, xenofobia etc.

Cada pessoa tem o seu caminho e sua forma de fazer acontecer e criar negócios sociais.  Negócio não é para agradar ao criador, mas sim para resolver um problema real. Se a solução que criarmos, realmente tem demanda para ser atendida, faz sentido colocar no mundo. Fora isso, minha empresa não precisa existir. 

Estamos acostumados a pensar em curto prazo e no formato de concorrência. Isso não garante que nosso negócio vai sobreviver no futuro. É necessário pararmos um pouco e analisar cenários futuros da área de atuação dos nossos negócios. Eu, por exemplo, crio todo ano, pelo menos, quatro cenários futuros da área de comunicação, tecnologia e futuro. Assim eu consigo vislumbrar o que pode acontecer com tantas transformações rápidas e poder me preparar.  

Colocar energia naquilo que realmente acredito ser uma solução tangível e desapegar as criações quando elas não ficam em pé. Sobre propósito, todo mundo tem um. Tem gente que o propósito imediato é conseguir o dinheiro para a comida do dia. Tem gente que tem a médio prazo que é entrar na faculdade.  

Ou seja, mesmo faturando e lucrando com meus negócios, eu continuo sendo uma mulher negra. Isso significa que continuarei tendo dificuldades na hora de negociar, que as pessoas não me enxergam como a dona do negócio.

Como abrir sua empresa?

Segundo estatísticas, apenas dois terços das empresas que são abertas continuam a funcionar após 5 anos, o desafio de manter uma empresa é real, mas pode ser atenuado caso você tenha feito um plano de negócios antes abrir sua empresa.

Você não pode se tornar um empresário da noite para o dia, pois existe a necessidade de entender o que você quer, qual mercado vai seguir e acima de tudo seguir todas as etapas necessárias ao iniciar o seu negócio, que pode ser a base do sucesso.

Aqui estão 10 etapas necessárias para iniciar um negócio com sucesso. Dê um passo de cada vez, e você estará no caminho certo para a propriedade bem-sucedida de pequenas empresas.

Etapa 1: faça sua pesquisa

O mais provável é que você já tenha identificado uma ideia de negócio, então agora é hora de equilibrar isso com um pouco de realidade. Sua ideia tem potencial para ter sucesso? Você precisará executar sua ideia de negócio por meio de um processo de validação antes de prosseguir.

Para que uma pequena empresa seja bem-sucedida, ela deve resolver um problema, suprir uma necessidade ou oferecer algo que o mercado queira.

Há várias maneiras de identificar essa necessidade, incluindo pesquisa, grupos de foco e até tentativa e erro. Conforme você explora o mercado, algumas das perguntas que você deve responder incluem:

Há necessidade de seus produtos / serviços previstos?

Quem precisa disso?

Existem outras empresas que oferecem produtos / serviços similares agora?

Como é a competição?

Como seu negócio se encaixará no mercado?

Não se esqueça de fazer algumas perguntas a você mesmo, sobre começar um negócio antes de mergulhar.

Etapa 2: faça um plano

Você precisa de um plano para transformar sua ideia de negócio em realidade. Um plano de negócios é um plano que orientará sua empresa desde a fase inicial até o estabelecimento e, eventualmente, o crescimento dos negócios, e é imprescindível para todos os novos negócios.

A boa notícia é que existem diferentes tipos de planos de negócios para diferentes tipos de negócios.

Se você pretende buscar apoio financeiro de um investidor ou instituição financeira, um plano de negócios tradicional é uma obrigação. Esse tipo de plano de negócios é geralmente longo e completo e tem um conjunto comum de seções que investidores e bancos procuram quando validam sua ideia.

Se você não pretende buscar apoio financeiro, um simples plano de negócios de uma página pode lhe dar clareza sobre o que você espera alcançar e como você planeja fazê-lo. Na verdade, você pode até mesmo criar um plano de negócios trabalhando na parte de trás de um guardanapo e melhorá-lo ao longo do tempo. Algum tipo de plano por escrito é sempre melhor que nada.

Etapa 3: planeje suas finanças

Começar um pequeno negócio não precisa exigir muito dinheiro, mas isso envolverá algum investimento inicial, bem como a capacidade de cobrir as despesas em curso antes que você esteja obtendo lucro. Montar uma planilha que calcule os custos iniciais para sua empresa (licenças e autorizações, equipamentos, honorários legais, seguros, branding, pesquisa de mercado, inventário, trademarking, eventos de inauguração, arrendamento de propriedades, etc.), bem como O que você espera que você precisa para manter o seu negócio funcionando por pelo menos 12 meses (aluguel, utilitários, marketing e publicidade, produção, suprimentos, despesas de viagem, salários dos empregados, seu próprio salário, etc.).

Esses números combinados é o investimento inicial que você precisará.

Agora que você tem um número aproximado em mente, há várias maneiras de financiar sua pequena empresa, incluindo:

Financiamento

Empréstimos para pequenas empresas

Subsídios para pequenas empresas

Investidores anjo

Financiamento colaborativo

Você também pode tentar tirar o seu negócio do chão, usando o mínimo de capital necessário para iniciar o seu negócio. Você pode achar que uma combinação dos caminhos listados acima funciona melhor. O objetivo aqui, no entanto, é trabalhar com as opções e criar um plano para configurar o capital necessário para que sua empresa saia do papel.

Etapa 4: escolha uma estrutura de negócios

Sua pequena empresa pode ser uma sociedade unipessoal, uma sociedade, uma sociedade de responsabilidade limitada (LLC) ou uma corporação. A entidade comercial escolhida afetará muitos fatores, desde o nome da sua empresa até a sua responsabilidade, até a forma como você arquiva seus impostos.

Você pode escolher uma estrutura de negócios inicial e depois reavaliar e alterar sua estrutura à medida que sua empresa cresce e precisa ser alterada.

Dependendo da complexidade do seu negócio, pode valer a pena investir em uma consulta de um advogado ou CPA para garantir que você está fazendo a escolha de estrutura certa para o seu negócio.

Etapa 5: escolha e registre o nome da sua empresa

O nome da sua empresa desempenha um papel em quase todos os aspectos do seu negócio, então você quer que seja um bom negócio. Certifique-se de pensar em todas as possíveis implicações ao explorar suas opções e escolher o nome da sua empresa.

Depois de escolher um nome para sua empresa, você precisará verificar se está registrado ou em uso no momento. Então, você precisará registrá-lo. Um único proprietário deve registrar o nome da empresa com o funcionário do estado ou do condado. Corporações, LLCs ou sociedades limitadas normalmente registram suas nome da empresa quando a documentação de formação é arquivada.

Não se esqueça de registrar seu nome de domínio depois de ter selecionado o nome da sua empresa. Tente estas opções se o seu nome de domínio ideal for escolhido.

Etapa 6: obtenha licenças e permissões

A papelada é parte do processo quando você inicia seu próprio negócio.

Há uma variedade de licenças e permissões para pequenas empresas que podem se aplicar à sua situação, dependendo do tipo de empresa que você está iniciando e de onde você está. Você precisará pesquisar quais licenças e autorizações se aplicam à sua empresa durante o processo de inicialização.

Etapa 7: escolha seu sistema de contabilidade

As pequenas empresas funcionam de forma mais eficaz quando existem sistemas em funcionamento. Um dos sistemas mais importantes para uma pequena empresa é um sistema contábil.

Seu sistema de contabilidade é necessário para criar e gerenciar seu orçamento, definir suas tarifas e preços, realizar negócios com outras pessoas e arquivar seus impostos. Você pode configurar seu sistema contábil por conta própria ou contratar um contador para tirar algumas das suposições. Se você decidir começar por conta própria, certifique-se de considerar essas questões que são vitais ao escolher o software de contabilidade.

Etapa 8: configure o local da sua empresa

A configuração do seu local de trabalho é importante para a operação do seu negócio, quer você tenha um escritório em casa, um espaço de escritório compartilhado ou particular ou um local de varejo.

Você precisará pensar sobre sua localização, equipamentos e configuração geral e verificar se o local de sua empresa funciona para o tipo de negócio que você fará. Você também precisará considerar se faz mais sentido comprar ou arrendar seu espaço comercial.

Passo 9: Prepare sua equipe

Se você vai contratar funcionários, agora é a hora de iniciar o processo. Certifique-se de ter tempo para descrever as posições que você precisa preencher e as responsabilidades do trabalho que fazem parte de cada posição. A Administração de Pequenas Empresas tem um excelente guia para contratar seu primeiro funcionário que é útil para novos proprietários de pequenas empresas.

Se você não está contratando funcionários, mas terceirizando o trabalho para prestadores de serviços independentes, agora é a hora de trabalhar com um advogado para obter seu contrato de contratante independente e iniciar sua pesquisa.

Por último, se você é um verdadeiro empresário sozinho, você pode não precisar de funcionários ou contratados, mas você ainda precisará de sua própria equipe de suporte. Essa equipe pode ser composta por um mentor, um técnico de pequenas empresas ou até mesmo sua família, e serve como seu recurso para aconselhamento, motivação e tranquilidade quando a estrada fica irregular.

Etapa 10: promova sua pequena empresa

Uma vez que seu negócio está funcionando, você precisa começar a atrair clientes e clientes. Você vai querer começar com o básico, escrevendo uma proposta única de venda (USP) e criando um plano de marketing. Em seguida, explore o máximo possível de ideias de marketing para pequenas empresas para poder decidir como promover sua empresa com mais eficiência.

Depois de concluir essas atividades de negócios, você terá todas as bases mais importantes cobertas. Tenha em mente que o sucesso não acontece durante a noite. Mas use o plano que você criou para trabalhar consistentemente em seus negócios e você aumentará suas chances de sucesso.

Dicas Para Empreender Sem Exageros

Quando se é um empreendedor responsável pelo desenvolvimento de um negócio e tudo que o envolve – como clientes, prestadores, negociações e administração de caixa –, a sensação de pressão tende a ser maior e muito constante, por isso trouxemos algumas dicas para empreender sem exageros.

Mas, para que tudo corra bem e você consiga manter o foco no excelente desempenho de sua empresa, é importante saber lidar com as imposições do dia a dia. Trazemos aqui algumas dicas para simplificar sua vida. Sua saúde mental agradece.

A partir do minuto em que você começar a trabalhar, esteja por completo nas tarefas de seu projeto, empenhe-se em deixar de lado os problemas de casa, da família, do veículo e entre outros e focalize no trabalho.

O contrário também é verdadeiro: quando finalizar o expediente, esqueça as questões da empresa e se dedique aos outros pontos importantes da sua vida.

Planeje as etapas de cada atividade para obter sucesso em todas as áreas sem sustos. Desta forma, você também será capaz de identificar a tempo se alguma coisa estiver fora do planejado e de montar planos B para solucionar a situação.

Ao identificar que para manter os compromissos profissionais em dia você está deixando a vida particular de lado ou seu corpo está mostrando sinais de estresse excessivo (dores de cabeça, problemas nas costas, distúrbios do sono, entre outros), recorra ao auxílio de um/a assistente.

Se você se sentir inseguro com a ideia de outra pessoa gerenciar seu negócio, passe a ela tarefas automáticas, como o abastecimento de materiais de escritório e os contatos telefônicos com clientes e prestadores. O importante é retirar um pouco do peso das suas costas.

Tenha em mente: corpo são, mente sã – e ambos preparados para lidar melhor com as imposições

Não se cobre de modo excessivo

Já bastam as cobranças exteriores. Dê o seu melhor, seja organizado, realize teus cronogramas e siga em frente com a consciência tranquila e calma.

Noites bem dormidas são importantes para a mente realizar as liberações de hormônios de acordo com nossas necessidades e o organismo conquistar o equilíbrio e as funções do corpo relaxado.

Se você não dormir as horas indispensáveis por noite (recomenda-se em média de sete horas para um adulto médio) ou tiver noites de sono não restauradoras (aquelas das quais você já acorda cansado), não estará completamente recuperado para um novo dia de trabalho, sujeito a não conseguir lidar com pressões normais da rotina do empreendedor.

Scroll Up
Suporte Especializado