Qual a importância do contador para uma empresa?

O contador é uma das figuras principais de uma empresa, e por isso ele deve participar do planejamento estratégico da mesma. Pense bem, os contadores lidam com vários tipos de negócios e conhecem o mercado. Quem melhor que eles para dar conselhos?

Reunimos no infográfico abaixo cinco motivos para você ter por perto um bom contador, em quem possa confiar e que seja o Cara para a sua empresa. Leia e depois conte pra gente o que achou.

Veja a importância de um contador para uma empresa (imagem: ilustração)
Veja a importância de um contador para uma empresa (imagem: ilustração)

 

Fale com os nossos contadores pelas nossas redes sociais : Instagram, Facebook, Linkedin, ou entre contato direto pelo WhatsApp.

 

Por que sua empresa precisa de um contador?

Con certeza você esta abrindo uma empresa e esta com duvida se contrata um escritório de contabilidade ou não. Bom, preparamos um artigo pra você, segundo o sistema sage, oito beneficios para você contratar um escrióorio de contabilidade.

 

Após ler o artigo, temos uma promoção pra você, um plano de contabilidade pagamento menos de R$87,90 por mês.  Clique aqui e entre em contato. 

1. Melhor controle financeiro e maior foco no negócio

Em diversas empresas de pequeno porte, é comum que um dos sócios assuma a responsabilidade pelas finanças, ainda que não possua conhecimento para tal. O fato de não delegar essa tarefa para um profissional especializado faz com que a empresa perca oportunidades de negócio e, muitas vezes, não se dê conta do potencial desperdiçado.

A contratação de um contador permitirá que a sua companhia tenha um controle financeiro mais eficiente, analisando informações como capital de giro, capacidade de endividamento e impostos a recuperar, além do orçamento empresarial. Some a isso o fato de que sobrará mais tempo para o empreendedor dedicar ao negócio em si, o que por si só já sugere melhores resultados.

2. É essencial para o bom planejamento

Quando fazemos o planejamento e provisionamos recursos para os meses seguintes, nem sempre temos a noção exata do que pode ser feito. Utilizar os dados gerados pela contabilidade para realizar o planejamento tributário é uma das missões do contador.

Ele é o profissional mais indicado para compreender quais são as implicações de cada detalhe, como mudança de enquadramento e forma de apuração dos impostos. Para quem quer ampliar o negócio ou está em fase de crescimento, contar com os préstimos de um profissional de contabilidade é essencial.

3. O contador pode se tornar um profissional de gestão

O papel do profissional de contabilidade nas empresas mudou muito nos últimos anos. Mais do que “meros” coletores de tributos e organizadores da planilha de finanças, hoje eles podem ter participação direta no crescimento de uma companhia, atuando verdadeiramente como consultores financeiros.

Para uma gestão mais eficaz, ouvir seus conselhos com relação a investimentos e provisionamentos é uma ferramenta a mais para que as decisões sejam assertivas. Pense no contador como uma figura essencial no planejamento estratégico de uma empresa e você terá nesse profissional um suporte sem igual para o sucesso.

4. Facilidades na obtenção de crédito

Ter as finanças organizadas é o primeiro passo para que a sua empresa seja vista como um exemplo de gestão. E não tenha dúvidas de que isso conta muito na hora de solicitar um empréstimo junto aos bancos ou mesmo quando startups vão ao mercado captar recursos de investidores.

Há regras claras de como montar balancetes e de como devem ser reportados os aspectos financeiros de um negócio. Profissionais que não são da área de contabilidade nem sempre têm esse conhecimento e acabam fazendo as coisas de maneiras distintas. Para garantir a padronização e a excelência, recorra a um contador para esse tipo de tarefa.

5. A boa contabilidade é uma prova judicial

Uma das vantagens de produzir balanços contábeis como determina a legislação e manter um rígido controle financeiro é o fato de que essas informações servem ainda como proteção jurídica aos sócios. Empresas que agem dentro da legalidade ficam mais seguras diante de eventuais processos.

Ainda é grande o número de companhias que acabam pagando multas e valores extras para o governo e para ex-funcionários pelo simples fato de não respeitarem aquilo que a legislação trabalhista prevê. Muitas vezes, as faltas ocorrem por desconhecimento do empresário com relação à legislação, situações essas que não passam batidas pelos contadores.

6. Atualização contábil constante

A legislação tributária passa por constantes atualizações ao longo do ano. Regras mudam, prazos são alterados e nem sempre os empresários têm tempo hábil de tomar conhecimento sobre todas as novidades. O profissional de contabilidade, aliado a um bom software de gestão contábil, cumpre esse papel, evitando que erros aconteçam.

O mesmo acontece com novas tecnologias. Softwares contábeis vivem adicionando ferramentas que facilitam a vida dos contadores, mas é preciso dedicar tempo para conhecê-las e utilizá-las. Para um empresário, cuidar desses processos e ainda atuar no dia a dia do negócio é praticamente inviável, portanto delegue as funções para quem realmente entende do assunto.

7. Documentação sempre organizada

Empresas que participam de licitações públicas e concorrências privadas sabem o quanto é importante ter sempre à mão documentos essenciais que comprovem características específicas do negócio. Manter pastas com documentos sempre atualizados é mais uma das missões dos profissionais de contabilidade.

O simples fato de se ter tudo o que precisa sempre à mão fará com que a sua empresa ganhe um tempo precioso na hora de participar de concorrência. Assim, sobrará mais tempo para que os sócios e gestores mantenham o foco na estratégia de preços e nas condições de atuação para ganhar a concorrência.

8. Poupe o seu tempo

O tempo é um dos bens mais preciosos que um empreendedor tem. A maior prova disso é a quantidade de ferramentas que existem visando reduzir o tempo dispendido nas tarefas, sejam elas quais forem. Quando executamos uma função que não é aquela que conhecemos, demoramos mais para chegar aos mesmos resultados.

Um profissional de contabilidade estudou durante muitos anos os detalhes dos processos financeiros e tributários e, por essa razão, conhece os “atalhos” e os melhores caminhos para fazer as coisas do jeito certo. Delegue essas tarefas a ele e tenha a garantia de que as coisas sairão da maneira correta – e em menor tempo.

Minha contabilidade está muito cara, posso trocar de contabilidade?

Bom, embora o conteúdo seja de estrema importância, o empresário tem todo o direito de trocar de escritório de contabilidade, e essa pratica é garantida por lei.

Todo empresário tem o direito, previsto pelo Código de Defesa do Consumidor, de escolher o escritório que atenda às demandas contábeis da sua empresa.

Alguns escritórios, ao fechar o contrato, incluem nas clausulas uma multa por rescisão contratual fora do prazo estipulado, sendo que este prazo pode variar de dois meses a até um ano.

Por isso, a mudança de escritório de contabilidade deve ser feita apenas se você não está satisfeito com o PREÇO ou com os SERVIÇOS prestados.

Nos últimos dias, com a crise causada pela pandemia do Novo Coronavírus, muitas empresas precisaram reduzir os custos e a procura por planos e preços mais baratos cresceram.

O que preciso fazer para trocar o contador da minha empresa?

Primeiramente, você precisa encontrar uma outra empresa para te ajudar nesse processo de transição, A Fiscalizo, é uma empresa de contabilidade online e presencial que está a mais de vinte anos no mercado e está com preços exclusivos para a portabilidade.

Conheça os preços e os planos de contabilidade da fiscalizo, clique aqui e fale com um consultor.

Após entrar em contato com a fiscalizo, você precisará notificar a empresa atual e iniciar os tramites de troca, no comunicado deve conter os dados da empresa e a data do encerramento do contrato. Normalmente, o contador tem o prazo de trinta dias para organizar toda a documentação cadastral, contábil, fiscal e pessoal da empresa para devolver aos proprietários.

Além da formalização, é importante solicitar todos os relatórios dos últimos 30 dias de toda e qualquer situação corrente de débitos com órgãos municipais, estaduais e federais, assim como eventuais parcelamentos de dívidas que estejam em de andamento e que precisem ser continuados pelo novo escritório de contabilidade.

Fique tranquilo, embora pareça muito complicado, a Fiscalizo cuidará de todos os tramites burocrático para você continuar com um escritório de contabilidade pagando menos.

Como Fazer um Planejamento imposto e Tributação?

Para quem está pensando em abrir uma empresa é fundamental compreender sobre tributação e imposto. Para começar conheça a relação entre tributo x imposto. 

O imposto é um tipo de tributo, mas nem todo tributo é um imposto. O tributo é um conjunto de: impostos, taxas, contribuição social, contribuição de melhoria e empréstimos compulsórios. 

Agora que já explicamos esta diferença, vamos focar no principal: como e porquê planejar os custos de uma empresa de acordo com as tributações

– O que é Planejamento Tributário?

Se você vai abrir uma empresa ou já possui empresa aberta, a primeira coisa a se pensar são os tributos (impostos). A importância do planejamento de tributação envolve detalhes que farão com que você possa viabilizar seus gastos e conquistar melhor retorno financeiro. Este tipo de prática tem nome: elisão fiscal, que deverá ser realizada por um(a) contador(a). 

– Por que montar um Planejamento Tributário?

A Elisão fiscal que citamos, é fundamental para que você não tenha más surpresas quando realizar suas responsabilidades fiscais. Isso auxiliará você no presente e no futuro, onde poderá realizar a projeção de seu negócio, estimativa de crescimento, etc. Independente se sua empresa é micro ou pequena empresa, o recomendável é que esse estudo seja realizado junto com a equipe de profissionais contadores.

– Qual a utilidade de um planejamento tributário para minha empresa?

Como sabemos, o Brasil possui uma alta carga de tributos. A arrecadação chega a superar a de países considerados ricos. Aparentemente, isso é um fator positivo, mas não é bem assim. Com isso, as empresas se veem obrigadas a aumentar os preços, diminuindo a competitividade.
Organizar o seu dinheiro faz com que seja evitada a incidência ou reincidência de um imposto. Ou seja, você poderá impedir que esta obrigação tributária específica aconteça para seu negócio. 

Resumindo brevemente, você viu a importância da elisão fiscal e porque realizar um planejamento financeiro para sua empresa. Agora nós vamos discutir sobre os benefícios que esta ação traz para seu negócio.

– Que benefício o planejamento de tributação traz para o meu negócio?

Conforme citado, a elisão fiscal traz vantagens e benefícios conforme o planejamento, porém, independente da sua empresa ser micro ou pequena empresa, este planejamento é realizado de acordo com o regime tributário da qual ela se enquadra. Se possui uma empresa, é ideal que você saiba das mudanças para 2018.

– Qual a importância de um planejamento tributário?

Se não te convencemos até agora sobre a importância de um plano de tributo bem elaborado e suas vantagens, vamos citar alguns motivos que você deverá levar em conta. São eles: controle de fluxo de caixa, identificação de pagamentos desnecessários, organização financeira, vantagem competitiva, entre outros. 

– Como eu faço um planejamento tributário eficiente?

Antes de você planejar o futuro financeiro da sua empresa, você deve escolher com cautela o enquadramento tributário e o objetivo financeiro. Isso varia de acordo com alguns elementos como: incentivos fiscais e extrafiscais, por exemplo.

Achou complicado até agora? Você pode facilitar isso deixando seu negócio na mão de quem entende. Para isso, nós temos um time especializado que poderá realizar uma consultoria gratuita e ajudar seu negócio a decolar. Se você quer abrir uma empresa ou já possui uma, deixe a burocracia com a gente. Entre em contato e solicite um orçamento gratuitamente.

DÚVIDAS?

Deseja maiores informações? Entre em contato com a gente!

Você Sabe Como Montar Um Plano de Negócios?

O que você precisa saber para seu plano de negócios funcionar, algumas diretrizes ajudam você a arquitetar sua empresa do zero e faça ela decolar. Estas diretrizes são os planos de negócio.

Muito se vê por aí no que diz respeito a “tirar sua empresa do papel”, mas o plano de negócios é justamente o contrário: você define todos os detalhes da sua empresa antes mesmo de tira-la do papel! Através dele você arquiteta a cultura da empresa, o público-alvo, concorrência e etc.

Antes de sentar e definir tudo, há algumas questões que devem ser respondidas, exemplo: “qual o seu mercado?”, “o que você vende?” e “qual é o seu negócio?”. Através das respostas, você poderá detalhar as informações. As respostas devem ser objetivas e claras, sem que haja dupla interpretação.

Agora, confira como você pode elaborar seu plano de negócios.

Sumário Executivo

Esta etapa é o pontapé para as outras. É aqui que sai “a personalidade” da sua empresa.
As informações que você vai precisar definir são: missão, visão, valores, mercado de atuação, investimento inicial, diferenciais, descrição da empresa, público-alvo, produtos e serviços oferecidos, localização e enquadramento tributário.

Tente resumir tudo em duas páginas no máximo, de modo que fique interessante para o leitor.

Análise de mercado

Esta etapa define se haverá demanda para o produto ou o serviço fornecido e o mercado de atuação da sua empresa. Para definir seu público-alvo, responda as perguntas: “quem está comprando?”, “porque está comprando?”, “quais são seus hábitos?”, “onde residem?”, “o que está comprando?”, “qual a renda?”, etc. Detalhes como estes favorecem você a definir a persona de quem estará interessado em adquirir o que sua empresa oferece.

O segundo passo é você definir os canais de distribuição, planos de comunicação e preços. Não esqueça de avaliar seus concorrentes! Entenda como o consumidor se comporta, porque compram e onde compram.
Para finalizar, tenha em mãos os fornecedores do seu concorrente e mantenha um documento atualizado com prazo e condições de pagamento de cada um.

Plano de Marketing

Uma vez que você definiu alguns itens principais, agora é hora do plano de marketing e a comunicação com seu potencial consumidor.
Estruture toda a comunicação: os meios, as identidades visuais, redes sociais, etc.
Tenha sempre a informação completa de todos os produtos e serviços que você ofertará e sempre se diferencie dos seus concorrentes.

Plano operacional

Defina como a sua empresa fará a comercialização de produtos e serviços. Relacione os equipamentos, quantidade de pessoas, prazos para cada etapa.

Plano financeiro

Depois das etapas acima, hora de arquitetar o plano financeiro. Este deverá ser feito em cima de todos os custos do seu plano de negócio. Se você chegou a conclusão de que é viável, então defina o investimento de implantação.
Inicialmente você pode considerar estes itens: investimento fixo, investimento pré-operacional, capital de giro e demonstrativo de resultados.
Seu faturamento mínimo sairá deste plano para evitar que a empresa não tenha prejuízo. Através dele também é medido o prazo de retorno de investimento, ou seja, seu lucro. Para concluir, um plano de negócio bem feito é fundamental, pois, é aqui que toda a vantagem competitiva da sua empresa será definida.
Se você ainda estiver em dúvida em como realizar este planejamento, fale com nossos consultores gratuitamente.

Dicas Para Empreender Sem Exageros

Quando se é um empreendedor responsável pelo desenvolvimento de um negócio e tudo que o envolve – como clientes, prestadores, negociações e administração de caixa –, a sensação de pressão tende a ser maior e muito constante, por isso trouxemos algumas dicas para empreender sem exageros.

Mas, para que tudo corra bem e você consiga manter o foco no excelente desempenho de sua empresa, é importante saber lidar com as imposições do dia a dia. Trazemos aqui algumas dicas para simplificar sua vida. Sua saúde mental agradece.

A partir do minuto em que você começar a trabalhar, esteja por completo nas tarefas de seu projeto, empenhe-se em deixar de lado os problemas de casa, da família, do veículo e entre outros e focalize no trabalho.

O contrário também é verdadeiro: quando finalizar o expediente, esqueça as questões da empresa e se dedique aos outros pontos importantes da sua vida.

Planeje as etapas de cada atividade para obter sucesso em todas as áreas sem sustos. Desta forma, você também será capaz de identificar a tempo se alguma coisa estiver fora do planejado e de montar planos B para solucionar a situação.

Ao identificar que para manter os compromissos profissionais em dia você está deixando a vida particular de lado ou seu corpo está mostrando sinais de estresse excessivo (dores de cabeça, problemas nas costas, distúrbios do sono, entre outros), recorra ao auxílio de um/a assistente.

Se você se sentir inseguro com a ideia de outra pessoa gerenciar seu negócio, passe a ela tarefas automáticas, como o abastecimento de materiais de escritório e os contatos telefônicos com clientes e prestadores. O importante é retirar um pouco do peso das suas costas.

Tenha em mente: corpo são, mente sã – e ambos preparados para lidar melhor com as imposições

Não se cobre de modo excessivo

Já bastam as cobranças exteriores. Dê o seu melhor, seja organizado, realize teus cronogramas e siga em frente com a consciência tranquila e calma.

Noites bem dormidas são importantes para a mente realizar as liberações de hormônios de acordo com nossas necessidades e o organismo conquistar o equilíbrio e as funções do corpo relaxado.

Se você não dormir as horas indispensáveis por noite (recomenda-se em média de sete horas para um adulto médio) ou tiver noites de sono não restauradoras (aquelas das quais você já acorda cansado), não estará completamente recuperado para um novo dia de trabalho, sujeito a não conseguir lidar com pressões normais da rotina do empreendedor.

Scroll Up