O que mudou nas Micro e Pequenas Empresas depois da pandemia?

Pela 14ª semana seguida, piorou a expectativa do mercado financeiro para o recuo do PIB, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em relação as Micro e Pequenas empresas.

Se o impacto sobre a vida humana é negativo, ainda não é possível afirmar todas as consequências dos impactos econômicos causados pela crise do novo coronavírus no Brasil, mas a falta de acesso a crédito bancário para as micro e pequenas empresas do país obrigam os empreendedores a tomar medidas de contenção de despesas e racionalização de custos.

A estimativa consta do boletim Focus, publicação divulgada semanalmente pelo Banco Central, com a projeção para os principais indicadores econômicos. A previsão para o crescimento do PIB em 2021 segue em 3,20%; e para 2022 e 2023 continua em 2,50%.

O Valor das Micro e Pequenas Empresas 

Representando o grupo empresarial mais frágil diante da crise de Covid-19, de acordo com dados do Sebrae, as Micro e Pequenas Empresas (MPEs) têm 27% de participação na formação do Produto Interno Bruto nacional e respondem por 52% dos empregos com carteira assinada.

Segundo especialistas, algumas podem ser obrigadas a demitir funcionários e fechar as portas, pois com o isolamento social, hábitos e prioridades de consumo foram modificados e, consequentemente, o dinheiro passou a circular com velocidade muito menor na economia.

“O Brasil ainda está vivenciando a entrada na tempestade, enquanto alguns países estão saindo, como China e Coréia do Sul. É evidente que ao sair da tempestade, o efeito da crise causará dor durante algum tempo, em vários sentidos. Para tentar minimizar os impactos, as micro e pequenas empresas podem tomar algumas medidas”, comenta Otaniel.

Transformar-se

Com a pandemia, novos modelos de negócios e canais  de comercialização e “empresários que ainda não possuem ferramentas e canais digitais devem refletir sobre isso, pois esses novos canais tornaram-se importantes fontes para o fortalecimento de receitas”.

Uma empresa que não está apta a compreender essa mudança, conceber uma adaptação de seus produtos, crenças e modo de operar, está fadada ao fracasso. Ao perceber que algo está segurando o crescimento do negócio, um bom empreendedor sabe reagir de forma rápida para mudar o que for preciso.

Apegar-se às próprias ideias de forma obtusa não combina com quem quer empreender nesse cenário.

Visão além da crise

Quem lidera uma micro ou pequena empresa, a prioridade máxima deve ser manter a família e os funcionários em segurança. Nesses períodos de dificuldades, é preciso rever os processos da empresa, conversar com a equipe e ouvir o que eles têm a dizer, além de observar pontos de melhoria, analisar formas de redução de custo com fornecedores, pode ajudar a segurar o negócio durante esse período de dificuldades.

Pela 14ª semana seguida, piorou a expectativa do mercado financeiro para o recuo do PIB, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em relação as Micro e Pequenas empresas. (Imagem: Ilustrativa)
Pela 14ª semana seguida, piorou a expectativa do mercado financeiro para o recuo do PIB, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em relação as Micro e Pequenas empresas. (Imagem: Ilustrativa)

Atenção redobrada com o fluxo de caixa

A maioria das MPEs não possuem governança elevada e seus fluxos de caixa são apertados, sem reservas financeiras – algumas sobras são imobilizadas sem alinhamento estratégico com a operação, ficando sem liquidez.

Tempo e dinheiro são recursos finitos, por isso, é preciso saber usá-los com sabedoria. Planejar a necessidade de um fundo de emergência, saber onde gastar e ter recursos para manter a empresa funcionando até o ponto de virada é imprescindível.

Reduzir custos desnecessários  

Nesse momento de crise, priorize os principais custos da empresa. “Elimine os gastos extras o mais rápido possível. Essa medida pode não salvar a empresa a curto prazo, mas certamente, trará mais clareza a longo prazo. Após a crise, ela estará mais forte. Enxugando os gastos, podemos reduzir os prejuízos”, frisa Otaniel Martins.

Não ignore as mudanças no mercado

Empresas falham quando não estão resolvendo um problema do mercado. Muitas vezes, o empreendedor tem uma grande ideia e uma ótima estrutura tecnológica por trás, mas essa solução não atende as necessidades atuais do mercado consumidor.

Portanto, apesar de difícil, essa também é uma grande oportunidade para fomentar esse conceito e toda a sua cadeia em nossa sociedade. Afinal, gera mais empregos, fluxo de capital, amadurece a estrutura de investimentos em pequenos negócios, entre outros benefícios.

Pela 14ª semana seguida, piorou a expectativa do mercado financeiro para o recuo do PIB, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em relação as Micro e Pequenas empresas. (Imagem: Ilustrativa)
Pela 14ª semana seguida, piorou a expectativa do mercado financeiro para o recuo do PIB, o Produto Interno Bruto, que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, em relação as Micro e Pequenas empresas. (Imagem: Ilustrativa)

A mudança também inclui uma maior aproximação com seus fornecedores, reconstruindo a relação em um formato mais próximo ao da sua empresa. Eles podem se tornar parceiros e fazerem parte do negócio, e isso também deve ser levado em consideração fora dos períodos de crise.

A pandemia provocou mudanças nas maneiras de se fazer negócios. As micro e pequenas e presas terão que pensar rápido e diferente. Esse novo mundo aprendeu que não dá para focar apenas o maior ganho.

É melhor focar os ganhos menores para continuar no azul. É um mundo que vai olhar muito para a transformação digital e encontrar novas alternativas para antigos e novos problemas.

Conheça a Fiscalizo Contabilidade e acompanha a gente nas redes sociais Instagram, Facebook, Linkedin e Youtube.

Veja também

Saiba como funciona o pagamento de férias coletivas

Pesquisa revela relação entre empresário e contador. Veja

Efeitos da Pandemia sobre os cálculos do 13º salário

Veja as diferenças entre Contabilidade Online ou Contabilidade Digital

Os termos contabilidade digitais e contabilidade online surgiram recentemente através do avanço tecnológico e do anseio da sociedade, por serviços cada vez mais digitais. Acontece que muitas pessoas ainda acreditam que os termos são sinônimos, entre si, o que não é uma verdade.

A EVOLUÇÃO TECNOLÓGICA

Como é do conhecimento de todos os profissionais da área contábil, o setor está passando por fortes e rápidas mudanças, onde serão capazes de sobreviver aqueles que se adequarem de forma mais rápida, agregando assim valor aos seus serviços e oferecendo vantagens que atraiam novos clientes.

Algo parecido está acontecendo com o mundo contábil, em 2012, surgiu a contabilidade online que oferecia os mesmos serviços da contabilidade tradicional, porém com a prestação de serviços online.

Já em 2015 chega ao Brasil, um modelo de contabilidade que já era um sucesso em países mais desenvolvidos, a Contabilidade digital. O novo modelo contém ferramentas que entregam aos clientes maior facilidade atreladas ainda a redução de custos.

Podemos destacar aqui a primeira diferença tendo como base a eficiência de cada modelo:

CONTABILIDADE ONLINE:

A contabilidade Online é capaz de entregar todas as obrigações legais de sua empresa, por um custo menor que um escritório tradicional, principalmente por mudanças estruturais na formatação do negócio contábil.

CONTABILIDADE DIGITAL:

Já Contabilidade Digital além de oferecer melhores custos, promete agregar valor ao seu negócio auxiliando a sua empresa a aumentar a sua eficiência e consequentemente a lucratividade do negócio.

Os termos contabilidade digitais e contabilidade online surgiram recentemente através do avanço tecnológico e do anseio da sociedade, por serviços cada vez mais digitais. (imagem: ilustrativa)
Os termos contabilidade digitais e contabilidade online surgiram recentemente através do avanço tecnológico e do anseio da sociedade, por serviços cada vez mais digitais. (imagem: ilustrativa)

 

O que é conta PJ e por que ela é importante para o seu negócio?

Veja dicas de gestão para empreendedores iniciantes

Enquanto no modelo tradicional de contabilidade e até mesmo na contabilidade online, o contratante não consegue visualizar o real valor do serviço contábil e acaba entendendo que seja apenas um mal necessário, na contabilidade digital o empresário passa a perceber como o serviço de contabilidade agrega valor e ajuda a sua empresa a se desenvolver.

COLETA, ORGANIZAÇÃO E ARMAZENAMENTO DE DADOS

A troca de informações entre o cliente e o seu serviço de contabilidade, sempre foi uma grande dificuldade para ambos os lados. Vejamos como cada modelo de contabilidade simplificou o processo.

CONTABILIDADE ONLINE:

A Contabilidade Online, chegou como uma verdadeira revolução. Em geral os contadores que adotaram essa metodologia passaram a oferecer aos seus clientes um portal web para troca de informações. Através dele o cliente poderia fazer o download de extratos, certidões e enviar informações para o seu contador, como documentos e planilhas de funcionários.

CONTABILIDADE DIGITAL:

Porque fazer com que o cliente acesse todos os dias, um portal web para trocar informações com o seu contador através de arquivos e planilhas, quando é possível fazer isso de forma otimizada, ganhando tempo e reduzindo custos? Essa foi a estratégia adotada pela contabilidade digital.

Os termos contabilidade digitais e contabilidade online surgiram recentemente através do avanço tecnológico e do anseio da sociedade, por serviços cada vez mais digitais. (imagem: ilustrativa)
Os termos contabilidade digitais e contabilidade online surgiram recentemente através do avanço tecnológico e do anseio da sociedade, por serviços cada vez mais digitais. (imagem: ilustrativa)

 

Nome Fantasia: O que é? Como escolher para sua empresa

Entenda a relação entre Contabilidade e curva ABC das empresas

PREÇO DOS SERVIÇOS

Chegamos ao ponto de maior polêmica entre os modelos de contabilidade existentes hoje. Vejamos a diferença entre cada um deles.

CONTABILIDADE ONLINE:

A Contabilidade Online não está interessada em agregar valor ao seu negócio, mas sim em conquistar novos clientes a todo o custo, como um vendedor que grita em uma feira: “Serviços Contábeis, serviços contábeis! Faça a contabilidade de sua empresa por apenas R$ 29,90” assustador não é mesmo? Será que esse modelo consegue sobreviver por muito tempo e entregar qualidade aos seus clientes? Fica a dúvida.

CONTABILIDADE DIGITAL:

A Contabilidade Digital por sua vez, está mais preocupada em oferecer verdadeiros diferenciais e um atendimento consultivo aos seus clientes. Neste modelo existe uma relação maior de proximidade entre o cliente e seu contador. Neste modelo o empresário reconhece a importância e o valor de sua consultoria contábil para o sucesso de sua empresa e aceita, portanto, pagar mais pela prestação dos seus respectivos serviços.

Resumo e conclusão sobre as principais diferenças entre a Contabilidade Digital e a Contabilidade Online

Enquanto, a Contabilidade Online, utiliza basicamente um portal web para troca de informações e valores mais atrativos para os seus clientes, a Contabilidade Digital conta com uma verdadeira integração entre o sistema de gestão de uma empresa e o sistema de gestão contábil do serviço de contabilidade.

Fonte: EuContador

Conheça a Fiscalizo contabilidade e siga nossas redes sociais Instagram, Facebook e Linkedin.

Nome Fantasia: O que é? Como escolher para sua empresa

Quando estão próximos de ter o primeiro filho, geralmente os país sofrem em uma etapa extremamente importante, a escolha do nome. Afinal de contas, será exatamente pelo nome, que a criança será conhecida em sua trajetória de vida.

A mesma importância se dará ao nome de uma empresa. Escolher a identidade de um negócio é um dos passos mais importantes para quem está começando. Para escolher, a decisão, de acordo aos estudiosos, deverá ser baseada em aspectos que despertam no público-alvo a curiosidade de conhecer a empresa e adquirir o produto ou serviço oferecidos por ela.

Quando estão próximos de ter o primeiro filho, geralmente os país sofrem em uma etapa extremamente importante, a escolha do nome. (Imagem: ilustrativa)
Quando estão próximos de ter o primeiro filho, geralmente os país sofrem em uma etapa extremamente importante (Imagem: ilustrativa)

 

Pesquisa revela relação entre empresário e contador. Veja

Saiba as diferenças entre sócio – administrador e sócio – quotista

NOME IDEAL

O nome ideal é aquele que tem apelo entre os consumidores, se diferencia dos concorrentes, é pronunciável e facilmente escrito, nomes de grafia simples facilitam a busca na internet, não existe nome bom ou ruim, mas a pronúncia e a escrita são características essenciais para que a empresa seja lembrada pelos clientes.

DICAS IMPORTANTES

De acordo ao Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) o processo de escolha do nome da empresa vai exigir criatividade, mas também é necessário ter cautela: a tentativa de encontrar um termo engraçado, por exemplo, pode resultar em associações impróprias.

Alguns questionamentos simples, baseado em algumas questões, pode indicar um nome ideal durante o processo de escolha do nome:

  • Quais palavras que remetem ao seu empreendimento chamam a atenção do público-alvo?
  • Qual o melhor termo para descrever o serviço ou produto que oferece?
  • Quais símbolos, figuras ou personagens melhor representam o que a empresa faz?
  • Quais os nomes dos concorrentes? Há algum padrão no mercado?
Quando estão próximos de ter o primeiro filho, geralmente os país sofrem em uma etapa extremamente importante, a escolha do nome. (Imagem: ilustrativa)
Quando estão próximos de ter o primeiro filho, geralmente os país sofrem em uma etapa extremamente importante (Imagem: ilustrativa)

Saiba a importância do Departamento Pessoal para uma empresa

Conheça o SEFAZ e veja porque você precisa dele

ONDE REGISTRAR

O IPNI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial), é um órgão do governo federal que tem a responsabilidade de registrar a propriedade intelectual em patentes, marcas, desenhos industrial e programas de computador, após a escolha do nome faça uma busca no site do INPI e verifique também na internet e em mídias sociais se há outra empresa ou marca com o mesmo nome.

Após confirmada a originalidade do nome, é essencial registrá-lo no INPI para garantir sua propriedade sobre ele.

Fonte: Sebrae

Conheça a Fiscalizo Contabilidade e tenha um dos melhores escritórios do país ao seu lado. Siga as nossas redes sociais Instagram, Facebook, Linkedin e Youtube.

 

Prorrogado o prazo do Simples Nacional 2021. Saiba tudo

Prorrogado prazo para pagamento dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais no âmbito do Simples Nacional

A medida, que inclui também o Microempreendedor Individual (MEI), beneficia mais de 17,3 milhões de contribuintes.

Com o objetivo de mitigar os impactos da pandemia do Covid-19 para o grupo das micro e pequenas empresas e Microempreendedores Individuais (MEI), o Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) aprovou em reunião realizada hoje a prorrogação do prazo para pagamento dos tributos no âmbito do Simples Nacional (Federais, Estaduais e Municipais).  A medida pode beneficiar 17.353.994 contribuintes*.

A prorrogação será realizada da seguinte forma:

Novas datas do Simples Nacional (Imagem: Fiscalizo/Simples Nacional)
Novas datas do Simples Nacional (Imagem: Fiscalizo/Simples Nacional)

 

Pesquisa revela relação entre empresário e contador. Veja

Saiba as diferenças entre sócio – administrador e sócio – quotista

ATENÇÃO: As prorrogações não implicam direito à restituição ou compensação de quantias eventualmente já recolhidas.

As medidas citadas estão incluídas na Resolução CGSN 158, de 24 de março de 2021, e serão publicadas no Diário Oficial da União.

Fonte:  Ministério da Economia (Gov.br)

Conheça a Fiscalizo Contabilidade e tenha um dos melhores escritórios do país ao seu lado. Siga as nossas redes sociais InstagramFacebookLinkedin e Youtube.

Leia também

Saiba a importância do Departamento Pessoal para uma empresa

Conheça o SEFAZ e veja porque você precisa dele

Tudo o que precisa saber sobre o Imposto de Renda 2021

A cada ano, de março a abril, é hora de declarar seu imposto de renda. Estima-se que em 2020, aproximadamente 32 milhões de brasileiros declararam o imposto de renda no mesmo período do ano, de acordo com uma pesquisa feita pela Receita Federal na época.

Quem deve enviar a declaração? Informações retiradas diretamente da Receita Federal (Imagem: Dados da Receita / Divulgação)
Quem deve enviar a declaração? Informações retiradas diretamente da Receita Federal (Imagem: Dados da Receita / Divulgação)

QUEM PODE DECLARAR EM CONJUNTO?

Os cônjuges (casados), companheiros (união estável) e dependentes podem declarar em conjunto, ou seja, numa só declaração.

Para que seja considerado declarante em conjunto, todos os bens, direitos e rendimentos destas pessoas devem estar na mesma declaração (contribuinte titular). Neste caso, as pessoas declaradas em conjunto não precisam entregar uma declaração somente sua.

DECLARAÇÃO DE ESPÓLIO

A Declaração de Espólio é aquela feita em relação aos bens, direitos e obrigações da pessoa falecida e deve ser feita a partir do ano seguinte ao falecimento do contribuinte.

O prazo para envio da declaração final será o último dia útil de abril do ano seguinte à:

  • Elaboração da escritura pública de inventário e partilha;
  • Decisão judicial da partilha, sobrepartilha ou adjudicação dos bens inventariados.

Se a decisão judicial transitou em julgado após o último dia de fevereiro a Declaração Final de Espólio deve ser entregue no ano seguinte ao trânsito em julgado. Se a decisão transitar em julgado entre janeiro e fevereiro, a declaração pode ser entregue no mesmo ano.

Para evitar a multa mínima de R$ 165,74 por atraso na entrega, é importante confirmar que você está no grupo obrigatório para não ter problemas futuros com as autoridades fiscais.

Chegou a hora de declarar o seu imposto de renda 2021. (Foto: Ilustrativa)
Chegou a hora de declarar o seu imposto de renda 2021. (Foto: Ilustrativa)

ENTREGA DO IMPOSTO DE RENDA EM 2021

O período começará em 1º de março e terminará em 30 de abril. Em outras palavras, o contribuinte tem 60 dias para prestar contas ao Fisco.

QUEM DEVE DECLARAR?

  • Aqueles que receberam uma renda tributável superior a R $ 28. 559, 70. Durante o ano 2020, como salários, taxas, feriados, comissões, para o trabalho, renda de propriedade para aluguel, pensões, entre outros.
  • Aqueles que receberam um rendimento isento, não tributável ou tributável exclusivamente de mais de R $ 40. 000,00 durante o ano 2020, tais como: alimentos, transportes e uniformes fornecidos pela empresa gratuitamente, reembolso da viagem em geral, subsídios familiares, entre outros.
  • Aqueles que receberam, em qualquer mês, dinheiro através de venda de bens e direitos – em que o IR é cobrado – ou realizou operações em sacos, bens, futuros ou semelhantes;
  • Até a data 31/12/2020 bens ou direitos para um total de mais de 300 mil, totalizando todos os bens;
  • Aqueles que se tornaram residentes no Brasil e permaneceram até 31/12/2020;
  • Todos aqueles que venderam propriedades residenciais e alcançaram lucro com a transação, mesmo que adquirissem outra propriedade no prazo de 180 dias e utilizassem a regra de isenção do imposto de renda;
  • Aqueles que trabalham em atividades rurais e tiveram uma renda bruta maior que R $ 142.798,50 ou que pretendem compensar as perdas de anos anteriores ou até 2020.

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA

Vale destacar que é importante você organizar toda a documentação e comprovantes necessários para entregar sua declaração com o máximo de antecedência, assim evitará dores de cabeça com multas e atrasos.

Para o preenchimento, você vai precisar:

  • Documentos pessoais (RG, CPF, comprovante de residência e dados bancários);
  • Informe de rendimentos (a empresa deve fornecer);
  • Documentos pessoais dos dependentes (CPF obrigatório);
  • Informe de rendimentos financeiros e de aplicações ou extrato de aplicações (fornecidos pelo banco);
  • Comprovantes de despesas médicas (nome, endereço, CPF ou CNPJ do prestador, data e assinatura do médico caso não seja uma nota fiscal);
  • Comprovantes de despesas com ensino;
  • Extrato de Previdência Privada;
  • Documentação do Plano de Saúde;
  • Documentação de imóveis e veículos (inclusive financiados);
  • Recibos de pagamento ou recebimento de aluguel;
  • Recibos de doações;
  • Incluir: Contrato social das empresas as quais é sócio;
  • Documentação de consórcios contemplados ou não;
  • Extrato do carnê-leão, caso seja autônomo;

Para evitar a multa mínima de R$ 165,74 por atraso na entrega, é importante confirmar que você está no grupo obrigatório para não ter problemas futuros com as autoridades fiscais.

Chegou a hora de declarar o seu imposto de renda 2021. (Foto: Ilustrativa)
Chegou a hora de declarar o seu imposto de renda 2021. (Foto: Ilustrativa)

PRAZO DE RESTITUIÇÃO

A Receita Federal divulgou o calendário e nele consta que o prazo será com as mesmas datas aplicadas antes da pandemia.

Confira as datas que estavam previstas para 2020:

  • 1º lote: 29 de maio de 2020
  • 2º lote: 30 de junho de 2020
  • 3º lote: 31 de julho de 2020
  • 4º lote: 31 de agosto de 2020
  • 5º lote: 30 de setembro de 2020

SISTEMA DE DECLARAÇÃO

A Receita Federal liberou nesta quinta-feira (25) o programa para fazer a declaração. Ele pode ser baixado no novo site MEU IMPOSTO DE RENDA, da receita. Para preencher o formulário no computador, é preciso baixar o programa conforme o sistema operacional (Windows, Mac e etc.), caso tenha interesse em fazer pelo celular ou tablete, basta baixar o aplicativo “MEU IMPOSTO DE RENDA”, disponível para Android ou IOS.

Conheça a Fiscalizo Contabilidade e tenha um dos melhores escritórios do país ao seu lado. Siga as nossas redes sociais Instagram, Facebook, Linkedin e Youtube.

Fonte: RECEITA FEDERAL

Leia também

Pesquisa revela relação entre empresário e contador. Veja

Saiba as diferenças entre sócio – administrador e sócio – quotista

Saiba a importância do Departamento Pessoal para uma empresa

Conheça o SEFAZ e veja porque você precisa dele

 

Qual o papel da consultoria jurídica em uma análise de financiamento?

Ter um financiamento é ter um compromisso em longo prazo que muitas vezes é responsável por consumir boa parte dos seus recebimentos. O que muita gente não sabe, entretanto, é que um contrato de financiamento pode ser extremamente desvantajoso para o cliente, inclusive fazendo com que tudo seja mais caro do que deveria.

Revisão de contrato e financiamento com consultoria jurídica

Uma das principais funções da consultoria jurídica em relação ao financiamento é fazer uma revisão completa do contrato para encontrar possíveis irregularidades que estejam te prejudicando enquanto cliente. É o caso, por exemplo, de avaliar as taxas de juros ou de administração do financiamento como um todo.

Diminuição de juros abusivos

Com a revisão de contrato é possível encontrar taxas que não deveriam estar sendo cobradas e juros que estão muito acima daquilo que é permitido por lei, por exemplo. Normalmente isso é obtido com a negociação com a financeira, mas é possível até mesmo entrar com uma ação para que o pagamento seja feito em juízo e longe de todos os valores absurdos que os juros podem adquirir.

Ter um financiamento é ter um compromisso em longo prazo que muitas vezes é responsável por consumir boa parte dos seus recebimentos. (Imagem: Ilustrativa)
Ter um financiamento é ter um compromisso em longo prazo que muitas vezes é responsável por consumir boa parte dos seus recebimentos. (Imagem: Ilustrativa)

Modificação de prazos e valores

A análise da consultoria jurídica também pode permitir que você passe a experimentar uma benéfica modificação de prazos e valores em relação ao financiamento. Quanto ao tempo, inclusive, ele pode ser modificado de forma a garantir mais benefícios para você, evitando que você precise pagar muitos juros ou valores muito elevados.

Negociação de parcelas em atraso

Parcelas em atraso também podem ser analisadas, revistas e negociadas graças à atuação da consultoria jurídica. Com um time preparado e capacitado a consultoria jurídica pode atuar de maneira a conseguir condições especiais para que você possa quitar as parcelas em atraso.

Ter um financiamento é ter um compromisso em longo prazo que muitas vezes é responsável por consumir boa parte dos seus recebimentos. (Imagem: Ilustrativa)
Ter um financiamento é ter um compromisso em longo prazo que muitas vezes é responsável por consumir boa parte dos seus recebimentos. (Imagem: Ilustrativa)

Suspensão de ação de busca e apreensão

Quando os atrasos já geraram uma ação de busca e apreensão sobre o financiamento, entretanto, é possível contar com a consultoria jurídica para tentar reverter a situação. Se algo incorreto for encontrado no contrato, por exemplo, a ação de busca e apreensão pode ser suspensa de maneira imediata, evitando que você termine perdendo o bem, como um imóvel para sua empresa.

O seu financiamento pode estar errado, e é por isso que a análise do financiamento com consultoria jurídica é tão importante. Com essa análise você pode experimentar pagamentos mais suaves e até mesmo correções importantes no contrato para que você possa ter o seu bem sem maiores preocupações.

Fonte: Abertura Simples

Venha para a Fiscalizo Contabilidade e siga as nossas redes sociais Instagram, Facebook, Linkedin e Youtube.

 

Veja também

Saiba como funciona o pagamento de férias coletivas

Pesquisa revela relação entre empresário e contador. Veja

Efeitos da Pandemia sobre os cálculos do 13º salário

Suporte